Notícias do Setor de TI

09 set 2021
Comments are off

Por meio do convênio firmado com a Softex, Inatel habilitará educadores a disseminarem conhecimentos sobre novas tecnologias

Cidades inteligentes, 5G e aplicações de IoT farão parte da capacitação

O Inatel está iniciando as atividades previstas no convênio firmado em abril com a Softex, por iniciativa do Ministério de Ciência e Tecnologia e Inovações (MCTI), cujo objetivo é capacitar educadores para replicarem conhecimentos sobre tecnologias habilitadoras para infraestrutura de serviços portadores de futuro como cidades inteligentes, 5G e aplicações de IoT.

Segundo o gerente executivo do departamento de Educação Continuada do Inatel, Fred Trindade, trata-se de um projeto de grande importância para o segmento de TIC no Brasil. “Iremos disseminar em nível nacional as melhores práticas em termos de infraestrutura de FTTH. Isto irá beneficiar toda a cadeia de fornecimento de internet no Brasil, incluindo os provedores de acesso, os geradores de serviços web e os usuários,” explica.

A iniciativa integra um projeto de amplitude maior do MCTI que objetiva potencializar a formação de mão de obra qualificada para trabalhar na implantação de infraestrutura de Comunicação em todo o território nacional, visando melhorar o acesso à banda larga no país e viabilizar novos serviços como aplicações para Cidades Inteligentes e Internet of Things – IoT e 5G.

“Essa é uma das importantes ações que a gente consegue apoiar com recursos gerados pela Lei de Informática. Nosso foco é ampliar o contingente de recursos humanos qualificados no País, tanto para atuar em Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação no campo das TICs, quanto para agir na implantação de projetos estruturantes que contribuirão para o domínio e consolidação das tecnologias requeridas para viabilizar a implantação de 5G, da expansão da Internet das Coisas (IoT) e avanço dos projetos de Cidades Inteligentes”, destaca Paulo Alvim, Secretário de Empreendedorismo e Inovação no MCTI.

O Senai e o Instituto Federal do Espírito Santo são algumas das instituições que utilizam seus laboratórios instalados e já possuem professores participando dos treinamentos. Para Fábio Carleti, instrutor do Senai ES, o curso está sendo fundamental para a aprendizagem de novas tecnologias, novos equipamentos e novos conceitos. “Esperamos replicar esses conhecimentos para nossos alunos dos cursos de Aprendizagem Industrial, Técnicos e de Qualificação. Com a popularização da fibra ótica, dos provedores de internet de banda larga e também das redes internas das empresas, a tecnologia FTTH vem sendo muito utilizada. Isso está em total ascensão, então, há grande demanda de mão de obra para o mercado de trabalho”, ressalta.

De acordo com o vice-presidente executivo da Softex, Diônes Lima, as redes ópticas passivas (PON – Passive Optical Network) são consideradas o instrumento habilitador principal para o 5G. Para ele, “a popularização do conhecimento em infraestrutura em conjunto com as tecnologias de cidades inteligentes e IoT serão essenciais para prover os serviços necessários de comunicação no país”, conclui.

Fonte: Jorn. Fabrício Lourenço em Softex