Notícias da Softsul

19 ago 2019
Comments are off

RPA: robotização de processos já é uma realidade

Os robôs para automatização de processos são aliados para que atividades operacionais, repetitivas e burocráticas sejam efetuadas de forma automática, direcionando assim os esforços humanos para funções mais estratégicas e criativas. Eles agilizam as operações, aumentam a produtividade e reduzem custos das atividades. Por tudo isto, as organizações estão apostando cada vez mais em softwares “robôs” que imitam a atuação de um ser humano executando atividades preestabelecidas por um conjunto de regras e baseados em um sistema de dados.

De acordo com o Gartner, o mercado RPA cresceu mais de 63% em 2018, chegando aos US$ 846 milhões, tornando-se o segmento de crescimento mais rápido do mercado de software corporativo global. Ainda segundo a consultoria 85% das grandes companhias adotarão esta tecnologia até 2022.

A robotização de processos pode ser utilizada de maneira bastante ampla em uma organização, podendo ser aplicada em simples atividades de envio de e-mails, por exemplo, até a procedimentos mais complexos, como a adoção de bots para o atendimento ao cliente, por exemplo.

Automatização tradicional e RPA: principais diferenças

Em um sistema de automatização tradicional, as funções programadas executam apenas o trabalho para o qual foram designadas. Caso ocorra algum problema ou alteração no fluxo é necessário a intervenção humana para reprogramar o processo. Um exemplo simples é o chatbot básico. Como foi criado para responder às principais perguntas dos clientes, ele só consegue enviar um número mínimo de frases, não importando o direcionamento dado pelo cliente na conversa.

Por outro lado, com a tecnologia RPA existe uma maior flexibilidade e capacidade de adaptação a diversas situações, ou seja, sem necessidade ação de pessoas, o sistema é capaz de reconhecer situações conflitantes e fora da programação e encontrar uma resposta com o cruzamento de dados do sistema. Em um chatbot programado com RPA, as respostas serão precisas de acordo com o questionamento do cliente, pois além de frases programadas ele será capaz de procurar as respostas e sanar as dúvidas do cliente.

Quais as mudanças que o RPA traz para as empresas?

O Robotic Process Automation captura, interpreta e processa informações utilizadas no dia a dia do negócio. Com isto, oferece inúmeras vantagens para as organizações que precisam otimizar seus processos e reduzir custos. Entre os principais benefícios da utilização do RPA estão:

Padronização e otimização de processos

A execução do trabalho por robôs garante uma padronização nos procedimentos, o que contribui para a mensuração de resultados e o maior controle geral da organização. Além disso, a automatização de atividades operacionais se traduz em eficiência e, logo, em aumento na produtividade.

Diminuição de erros e desperdícios

Tarefas repetidas inúmeras vezes, quando executadas por mãos humanas são mais suscetíveis a erros ou falhas. Com sistemas programados, a precisão e a eficiência são elevadas, diminuindo prejuízos e desperdícios nas operações e entregando um melhor resultado ao cliente final.

Redução da mão de obra operacional

Ao utilizar o RPA, diminui-se a necessidade de contratação de funcionários ou de terceirização para a execução de serviços operacionais. Guarda e classificação de documentos, por exemplo, podem ser feitas por softwares robôs, liberando sua equipe para funções mais importantes, que necessitam de criatividade, planejamento e estratégia.

Posted on 5 de agosto de 2019

A Plugar é empresa filiada à SOFTSUL desde 2009.