Notícias da Softsul

01 mar 2019
Comments are off

Conselheiros da SOFTSUL reúnem-se com o coordenador do Pacto Alegre

Fechando as atividades da última semana de fevereiro, estiveram reunidos na manhã do dia 01.03.2019, na sede da SOFTSUL, o coordenador do Movimento Pacto Alegre, Luiz Carlos Silva Pinto Filho, os conselheiros da SOFTSUL Alfredo Bandeira Bohn (L2 Sistemas), Eduardo Meira Peres (DB Server), Fernando Marques Ferreira (Advanced IT), Jean Carlo Santos (Datacentrics) e os diretores da entidade, José Antonio Antonioni e Adriana Martins.

O objetivo do encontro foi engajar a SOFTSUL na iniciativa Pacto Alegre visando colaborar com projetos e ações voltadas a inovação para tornar o ecossistema municipal e estadual referência internacional.

No encontro os conselheiros da SOFTSUL destacaram as várias possibilidades de colaboração da entidade com o Pacto Alegre, incluindo entre elas a interação entre os órgãos públicos e empresas, para dar a conhecer as tecnologias, produtos e serviços por elas oferecidos; a realização de eventos de matchmaking temáticos entre startups e empresas estabelecidas; a capacitação e a qualificação de recursos humanos; o apoio para acesso ao funding de fomento à inovação e ações voltadas a internacionalização.

O professor Luiz Carlos enfatizou várias competências da SOFTSUL e sugeriu um elenco de ações imediatas, se disponibilizando a ser um orquestrador junto ao ecossistema. Entre tais ações inclui-se a constituição de um grupo multidisciplinar voltado a discussões sobre a temática ‘cidades inteligentes’ e a sugestão de aproximação com a REGINP e com outros movimentos em articulação no ecossistema local, como por exemplo: o  Instituto Caldeira, em fase de constituição e o Projeto Laboratório de Novas  Tecnologias, em estruturação pela PROCEMPA.

O Planejamento estratégico da SOFTSUL com visão 2019 a 2025, realizado em novembro do ano passado, trouxe a luz novas diretrizes em total sintonia e alinhamento com os novos paradigmas incentivados pelos articuladores do Pacto Alegre: transformar conhecimento em riqueza, transformar a economia por meio da inovação e substituir o sentimento de escassez pelo sentimento de abundância proporcionado pela colaboração entre inúmeros atores da sociedade.