Blog

06 jul 2018
Comments are off

SOFTSUL classificada para projetos de P&D na 1ª rodada do Edital TechD

O edital para o Programa Tecnologias Digitais Emergentes – TechD, investirá R$ 18 milhões em pesquisa, desenvolvimento e inovação apoiando 30 projetos focados em Internet das Coisas, Saúde, Energia e Mobilidade. Os resultados, publicados em 15 de junho, classificaram as Instituições quanto a experiência de atuação dentro das linhas temáticas propostas e tornaram a SOFTSUL uma das 29 ICTs habilitada para executar projetos de pesquisa em P&D&I, no âmbito do Programa Prioritário Softex junto ao Ministério da Ciência Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC). Ao total, houveram 29 instituições habilitadas e a SOFTSUL classificou-se em oitavo lugar pelos critérios avaliados.

O Programa TechD será realizado em três fases: a primeira, focada na assinatura de parcerias com instituições com capacidade de desenvolvimento dentro das linhas temáticas, já firmou 29 acordos. A segunda é o convite a “grandes empresas” que tenham interesse em consumir ou investir nos temas. E a terceira, que deverá ocorrer em agosto, terá uma chamada pública para que startups ou pesquisadores que apresentem projetos com soluções a serem validadas no mercado – os participantes utilizarão as necessidades das próprias grandes empresas parceiras como testes. Essas soluções também poderão ser validadas em relação ao potencial para o exterior.

Para a 3ª fase houve interesse da Selfcomp Tecnologia, empresa filiada à SOFTSUL,  que apresentou propostas em duas linhas temáticas: IoT (Internet das Coisas) e  Mobilidade. Para a 2ª fase, duas empresas declararam interesse em investir nos projetos apresentados, a empresa BioEnergy no tema Gestão e Inteligência Energética (IoT) e a empresa Planalto no tema Mobilidade Urbana (Mobilidade).

Inscrições e maiores informações sobre o Edital da 2ª fase do Programa TechD, para empresas que tenham interesse em consumir, testar e investir em tecnologias das áreas temáticas cofira aqui.